terça-feira, 27 de julho de 2010

Saboreando

Quando vemos um bom filme ele permanece connosco dias, promove diferentes reflexões, alimenta conversas e não descansamos em o rever vezes sem conta. Quando provamos um venho excepcional, além do rasto eterno que ele nos deixa no palato, nunca mais o deixamos perdido no passado nem o enquadramento social em que ele foi degustado. Quando vivemos um momento marcante, um Acontecimento, não só nunca mais o esquecemos, como a nossa vida nunca mais será a mesma. Quanto mais não seja, recorrentemente nos virá à mente e ao coração essa recordação.
O passado domingo foi um dia assim. Ainda ontem recordava os muitos filhos e as muitas famílias com quem celebrei o baptismo. Perdi-lhes a quase todas o rasto. Mas, ao ver a Mafalda a tocar o ritual do Sr. padre, enquanto ele rezava as diferentes orações dos ritos explicativos, visualizei num relança as muitas mãozinhas que se aproximavam do meu ritual e o tocavam deliciadas. Ao subir ao altar e ao rezar a oração do Pai-Nosso diante dos nossas familiares e amigos, recordei os inúmeros casais que ali diante dos seus orgulhosa e agradecidamente seguravam os seus filhos. Ao escutar as palavras sábias do Sr. padre de que era fácil gostar, amar um bebé, mas que quem baptizávamos era o mesmo cristão daqui a doze anos, o mesmo a pedir o nossa amor e a nossa fé, pedi ao Senhor por todos aqueles que passaram pelas minhas mãos, sobre os quais derramei água de Vida, para os quais invoquei a Sua bênção, a companhia e a luz de Jesus Cristo. Se alguma dessas famílias ler este post, para eles um forte abraço, que o Senhor esteja sempre convosco e como vêm aquele dia também foi um Acontecimento para mim, como o baptizado da minha filha.

2 comentários:

Luísa disse...

Olá!
Obrigada.
Sou tia do Mário Rui, baptizou-o há 11 anos, no dia 3 de Junho, dia do Corpo de Deus, na paróquia da Reguenga. Foi, de facto, um grande Acontecimento para todos nós.
Estimo em saber que tem uma filha e está Feliz. A sua passagem pela vida de todos nós, MARCOU, e deixou muitas saudades!
Desejo-lhe as maiores Felicidades e muitos Sucessos.
Um abraço
Luísa Dias

Fernando Mota disse...

Muito obrigado pelas suas palavras. Como deve imaginar não me lembro desse dia, mas o fundamental é que vocês não o tenham esquecido. As maiores felicidades e obrigado por ter partilhado a sua alegria.